Grupo Tigre usa nova tática para prender traficante

Casa dos suspeitos em Londrina tinha muros altos e cerca elétrica


Policiais do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), utilizaram durante a etapa da Operação Liberdade, ocorrida na última quinta-feira (22), na região norte de Londrina, uma nova tática para efetuar a prisão de um traficante procurado pela polícia. A tática, chamada de “polvo”, foi escolhida porque a residência do suspeito tinha muros altos e cercas elétricas, o que dificultava a ação dos policiais.

Segundo a polícia, para a forma de abordagem que queriam realizar, era necessário atravessar o muro para prender o suspeito, em um determinado ponto e com agilidade. No momento da prisão, Guilherme Soares de Souza se rendeu, mas um cão pitbull, avançou contra os policiais, que conseguiram o controlar o animal sem o uso de força letal.

De acordo com o delegado-titular do Tigre, Renato Bastos Figueiroa, esta nova tática foi escolhida porque não há muitos danos materiais, não utiliza armas e munições, e não fere nenhum envolvido. “Mais uma vez, o Tigre se consolida como a unidade policial com maior experiência no emprego de explosivos para fins de arrombamento tático em operações reais em todo país”, comenta o delegado.

O grupo Tigre já havia realizado uma operação semelhante a esta em 2007, em Foz do Iguaçu. Na ocasião, foi utilizado para romper um obstáculo, e efetuar a prisão de um sequestrador, o Wallblaster, uma armação plástica pré-moldada cheia de água, e “recheada” com explosivos.

A operação foi coordenada pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) de Londrina, com o apoio dos núcleos de Curitiba, Foz do Iguaçu, Cascavel, Pato Branco, Ponta Grossa, do Centro de Operações Policiais Especias (Cope), Grupo Aéreo do Paraná (Graer), Divisão Policial do Interior (DPI) e da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil de Santa Catarina.

 

Fonte: http://jornale.com.br/portal/parana/54-01-parana/23655-grupo-tigre-usa-nova-tatica-para-prender-traficante.html