Explosões de caixas eletrônicos aumentam no Paraná

Projeto de Lei pode quer garantir a segurança dos caixas eletrônicos com a presença de vigilantes armados
Somente nos primeiros quatro meses deste ano ocorreram 42 explosões em caixas eletrônicos, 34 arrombamentos, 10 assaltos e 3 saidinhas de banco, totalizando 89 casos de ataques a banco no estado.

Após Audiência Pública contra as explosões de caixas eletrônicos na Assembleia Legislativa, discussões ocorreram como, por exemplo, a câmara temática para debater a industrialização, transporte e comércio de explosivos, proposto pelo Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública (GGI) do Governo do Estado, mas parece que ficou só na discussão porque os crimes continuam aumentando.

Agora apareceu algo relevante como o projeto de lei apresentado pelo Deputado Leonaldo Paranhos, que se aprovado na Assembleia Legislativa torna-se obrigatória no Paraná a presença de vigilante armado 24h nos locais aonde existirem caixas eletrônicos.

O Sindicato e a Federação dos Vigilantes do estado do Paraná entendem que se este projeto for aprovado vai garantir a segurança dos estabelecimentos e principalmente dos usuários do sistema de caixa eletrônico. Porém, o projeto tem que prever a segurança do profissional de segurança privada, o vigilante, para que este não passe a ser vítima dos próprios marginais. Pois os caixas eletrônicos instalados nos supermercados, shoppings, postos de combustíveis, não têm as mínimas condições de ter vigilante com colete a prova de balas e armado, devido estes caixas estarem instalados nas áreas externas dos estabelecimentos, colocando em risco a integridade física do profissional de segurança privada que esta “vigilando” o local.

O projeto é pertinente mais existe a necessidade de discussão inclusive com as entidades representantes dos trabalhadores da área de vigilância.

 

Fonte: http://www.jornalnovotempo.com.br/policial/11567-explosoes-de-caixas-eletronicos-aumentam-no-parana